Relações de gênero, sociedade e igreja

Clarisse Braga

 “(Re)Pensando as relações de gênero na sociedade e na igreja” foi o tema proposto pela Faculdade de Teologia da Igreja Presbiteriana Independente para o seminário que aconteceu no dia 12 de março, em São Paulo/SP.

A assessora do Programa Saúde e Direitos de KOINONIA, Ester Lisboa, participou do debate que contou com a presença da socióloga Dulce Xavier, da Dra. Naira Pinheiro e do doutorando Emerson Costa. Cada um trouxe uma provocação: Dulce tratou do tema “Gênero: conceito e importância para a análise das relações sociais”. Já a doutora em Políticas de Gênero Naira debateu sobre “Relação de gênero e cultura religiosa” e, por fim, Emerson ponderou acerca do tema “Gênero, Religião e Política”.

Para Ester o evento possibilitou refletir sobre um dos principais assuntos em evidência em nossos dias: a relação de gênero na sociedade e nos espaços religiosos. “A presença de estudantes de teologia provocou um repensar e um novo olhar para as relações de gênero em comunidades de fé”, concluiu.

Conforme dados divulgados pela Casa Sofia – organização que atende mulheres vítimas de violência –, 27,8% das mulheres que sofrem violência são evangélicas e os agressores, em aproximadamente 60% dos casos, são os próprios maridos ou companheiros. Segundo ainda as profissionais da Casa Sofia, o trabalho com as mulheres evangélicas requer sempre maior cuidado, pois desistem facilmente do atendimento oferecido, seja ele psicológico, social e jurídico.

Ester aproveitou a oportunidade para divulgar a Rede Religiosa de Proteção à Mulher Vítima de Violência – uma iniciativa de KOINONIA – e reforçou a importância do papel que as comunidades de fé desempenham em influenciar o comportamento e atitudes das pessoas, na prestação de cuidados, apoio e aconselhamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.