Primeira roda de conversa do projeto Fortalecendo Laços tem como tema “Juventude LGBT e seu Corpo: Desejos, Sexualidade e Prevenção”

IMG_3761
A primeira roda de conversa do projeto Fortalecendo Laços aconteceu no dia 26 de novembro, no Restaurante e Café Vermont, em São Paulo. O tema da vez foi “Juventude LGBT e seu Corpo: Desejos, Sexualidade e Prevenção”, abordando a relação desta população com seus corpos e a urgência dos cuidados com a transmissão do vírus HIV/AIDS.  O evento contou com a presença de 40 pessoas de diversos gêneros e sexualidades.
 
A roda de abertura foi ministrada pelo agente de campo Pierre Freitas, que tratou de assuntos como as relações de gênero, comportamento sexual, afetivo e cultural, machismo e feminismo, identidade de gênero; transexualidade e LGBTfobia (do ponto de vista de quem comete e de quem sofre o preconceito).
 
IMG_3779Começando as atividades, Pierre pediu aos participantes que preenchessem o corpo desenhado no chão com falas que a sociedade utiliza ao se referir a um membro LGBT.  Termos como “vulneráveis”, “promíscuos” e “saco de pancada” foram escritas durante a dinâmica. A partir desde momento se discutia o corpo que a sociedade enxerga e o como elas e eles veem seu próprio corpo. “A sociedade coloca os LGBTs dentro da mesma caixa. Nós somos um só perante a sociedade, não entendem nossas particularidades”, disse Aline Marques, participante da conversa.
 
“Como podemos olhar para esse corpo – nosso corpo – sem os devidos cuidados em relação ao vírus HIV/AIDS? A sociedade nos coloca como marginalizados frente à transmissão do vírus, mas não podemos assumir esse papel. Temos que nos proteger e mostrar o quão forte a população LGBT é”, ressaltou Pierre Freitas.
 
A realização do projeto “Fortalecendo Laços: Juventude, Sexualidade e Direitos Humanos: uma ação concreta com populações jovens vulneráveis e HIV/AIDS na cidade de São Paulo” acontece em parceria com o Programa Municipal de DST/AIDS, da Secretaria Municipal de Saúde, através do Convênio 026/2015/SMS-G.      
 
KOINONIA conta ainda com a parceria do Restaurante Café Vermont República, localizado no Largo do Arouche, espaço que têm contribuído no fortalecimento de laços com a juventude LGBT e na disseminação de informações de prevenção em HIV/AIDS.