Potência do ebó coletivo

“O demônio quem traz são vocês! A Bahia é de todos os santos, encantos e orisás!”

Em repúdio à declaração de racismo religioso cometido pela organização cristã Good Books For All Ships (GBA Ships) e a ONG Operação Mobilização (OM) Brasil do navio Logos Hope, considerado a maior livraria flutuante do mundo, que ao embarcar para Salvador, no dia 22 de outubro, pediu para os seus seguidores que fizessem uma oração pois a cidade “é conhecida pela crença das pessoas em espíritos e demônios”.

Foto: Reprodução/FacebookEm contraponto, a Frente Nacional Makota Valdina realizou um ebó coletivo com o tema: “O demônio quem traz são vocês! A Bahia é de todos os Santos, encantos e Orisás!” marcado para o dia 4 de novembro.

 

Após a pressão e incidência que o ebó coletivo provocou em Salvador, a organização cristã Good Books For All Ships (GBA Ships) e a ONG Operação Mobilização (OM) Brasil do navio Logos Hope se comprometeram em reverter a mensagem de racismo e intolerância religiosa. De acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério Público estadual, a OM Brasil deverá publicar um pedido de desculpas oficial em dois jornais impressos de Salvador. Fora o pedido de desculpas, a organização deverá produzir e custear um vídeo de três minutos sobre a temática do racismo religioso com representantes de diversas crenças. O vídeo deverá ser difundido nas redes sociais e nas principais emissoras locais de televisão.

O vídeo tem a participação de Pedro Alfredo Dorea (Igreja Anglicana Tradicional do Brasil e Comitê de diálogo inter-religioso do Brasil) Sônia Mota (Pastora, CESE e CEBIC), Jaciara Ribeiro (Yalorixá do Axé Abassa de Ogun e Coordenadora de mulheres de Axé do estado da Bahia), José Medrado (Líder espírita e Fundador da Cidade da Luz) e Ana Gualberto (Iyá Oju Omo Ilê Adufé e Coordenadora de ações com comunidades tradicionais de Koinonia). Assista o vídeo:

 

Cumprimento do TAC

Este vídeo é publicado em cumprimento do TAC celebrado nos autos do Procedimento IDEA nº 003.9.207636/2019 entre o Ministério Público do Estado da Bahia e a Operação Mobilização Brasil, responsável pelo navio Logos Hope.

Publicado por Logos Hope em Segunda-feira, 25 de novembro de 2019

 

*Fotos: Ana Gualberto