No Ceará, seminário articula ações e estratégias de enfrentamento a AIDS

Entre os dias 17 e 19 de julho, a Pastoral da AIDS e a Associação Caririense de Luta contra a AIDS realizaram, em Crato, no Ceará, o II Seminário Regional AIDS e Religiões, cujo tema foi “Acolhimento Positivo na Interface da Teologia e Políticas Públicas”. O programa Saúde e Direitos, de KOINONIA, foi representado por Doris Bertolino, multiplicadora local.
 
Com o objetivo de articular ações e estratégias de enfrentamento a serem implementadas pelos segmentos religiosos, o evento teve em sua programação conversas sobre a epidemia da AIDS, atividades de fortalecimento da atuação de voluntários, além de formação de novos agentes de prevenção, capacitando-os para atuarem como multiplicadores.
 
Doris Bertolino palestrou e conduziu oficinas. Para ela, a realização do seminário é importante porque “ajuda a esclarecer ainda mais as necessidades urgentes de articulação de uma estratégia maior para tornar mais conhecida as informações sobre prevenção da epidemia, bem como a necessidade do cuidado e do acolhimento de pessoas portadoras do vírus”.
 
Além da formação, as atividades também incentivavam os participantes a atuarem como protagonistas em seu convívio religioso e social, disseminando as informações compartilhadas. Eles eram, em sua maioria, pessoas engajadas no tema e, por isto, trouxeram diversas demandas e contribuições. Isto fez com que o espaço pudesse ser dedicado a encaminhamentos, a partir de reuniões das religiões, que promoveram um espaço de debate sobre propostas de atuação até o próximo seminário.