KOINONIA abre inscrições para Programa de Voluntários

Natasha Arsenio com edição de Manoela Vianna

Voluntário é como é chamado o indivíduo que presta espontaneamente algum serviço. Algumas definições o determinam como “um conjunto de ações de interesse social e/ou comunitário através das quais a atividade exercida favorece o serviço e o trabalho”. E é assim que KOINONIA enxerga o voluntariado.

O Programa de Voluntários da instituição, que há 19 anos trabalha junto aos quilombolas, trabalhadores ruruais, religiosos e, principalmente, jovens e mulheres, busca proporcionar ao colaborador o aprimoramento de experiências, o desenvolvimento de habilidades, além do conhecimento de diferentes culturas, gerando uma constante troca de conteúdo entre a instituição, os públicos atendidos e os voluntários.

Na busca pelo melhor atendimento de seu público, as ações realizadas por KOINONIA abrangem difeentes áreas de atuação, permitindo ao voluntário o desenvolvimento de seu trabalho em áreas como auxílio na redação de projetos, elaboração de processos de capacitação, tarefas administrativas, organização de documentação, produção audiovisual, tradução, entre outros.

Trabalho voluntário promove a troca de conhecimento

– Desde o primeiro dia os funcionários de KOINONIA me receberam com um sorriso no rosto, muita simpatia e com a disposição de ensinar tudo que eles sabiam. Desde daquele momento eu faço de tudo pra absorver todo esse conhecimento. – conta Clarisse Braga, assistente do programa Saúde e Direitos de KOINONIA em São Paulo que iniciou seu trabalho na instituição como voluntária.

De acordo com ela, apesar de às vezes o trabalho voluntário parecer uma tarefa impossível, que não trará nenhum tipo de retorno, os frutos colhidos são muito valiosos.

– Para mim, trabalhar em KOINONIA foi como entrar na faculdade de novo, aprender tudo de novo, aprender o que eu queria fazer para o resto da minha vida. Foi voluntariando que aprendi o que quero ao lado de pessoas que nunca achei que fosse conhecer, com histórias de vida incríveis. – completa.

O depoimento de Clarisse pode ser conferido neste vídeo no Canal de KOINONIA no Youtube.

Como participar

Os interessados devem ter fluência na língua Portuguesa (oral e escrita) além de gostar de temáticas ligadas à garantia dos direitos humanos, superação das intolerâncias, relações com a sociedade civil, movimento ecumênico e gênero.

As inscrições para se candidatar ao programa podem ser feitas através do formulário de cadastro disponibilizado no site de KOINONIA. A ficha deve ser reenviada para o e-mail voluntario@koinonia.org.br junto ao currículo do candidato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.