Inscreva-se: Seminário “Juventude Negra de Terreiro e os Desafios no Mundo do Trabalho”

Seminario peqO quê? | Seminário “Juventude Negra de Terreiro e os Desafios no Mundo do Trabalho”
Onde? | Centro Cultural da Câmara Municipal – Praça Tomé de Souza, Centro, Salvador, BA
Quando? | Dia 25 de Setembro, das 9h às 17h.
Inscrições aqui

Contexto
Embora o número de pessoas em postos formais de trabalho tenha subido mais de 10% na última década, segundo o IBGE, um em cada cinco jovens brasileiros não trabalha e nem estuda. A maior parte dessa juventude vive no nordeste do país, onde também está a região metropolitana com a maior taxa de desemprego do Brasil: a de Salvador, com 237 mil desempregados, 90 mil deles jovens.

Junto com o desemprego há um processo de precarização do trabalho que atinge em cheio os jovens. Atualmente, 47% das pessoas entre 16 e 24 anos estão no mercado informal, submetidas a relações de trabalho sem qualquer direito.
Os jovens negros e principalmente as jovens negras fazem parte dos grupos mais impactados por essa realidade. Diante do quadro preocupante surgiram algumas iniciativas, tanto do governo quanto da sociedade civil, com a finalidade encontrar saídas – nem sempre convergentes – para o desemprego juvenil.
As chamadas políticas de geração de trabalho e renda são recentes no país e têm sido fortemente marcadas pela oferta de possibilidades de qualificação profissional. Paradoxalmente, no caso dos jovens, a qualificação profissional ainda tem pouco espaço na agenda dessas políticas. As metas das iniciativas voltadas para os jovens, em geral, são a elevação de escolaridade e programas que aliam transferência de renda e atividades socioeducativas.
Que impactos essas políticas apresentam no cotidiano dos jovens? De que forma variáveis como raça, gênero e pertencimento religioso também são capazes de interferir no acesso e permanência do jovem no mercado de trabalho formal? Se o trabalho é direito da juventude, garantido em nossa Constituição, cabe a sociedade se perguntar o porquê de termos avançado menos do que poderíamos em sua garantia.  Quais estratégias são necessárias para transformar a situação? Como se desenham as políticas de geração de emprego e renda, no Brasil, na Bahia e em Salvador?
Para responder a essas questões vamos nos reunir, no dia 25 de setembro, às 9h, no Centro Cultural da Câmara Municipal de Salvador, para o seminário “Juventude Negra de Terreiro e os Desafios no Mundo do Trabalho”. Lá, jovens, representantes do poder público, conselhos, organizações não-governamentais e agências internacionais vão debater sobre caminhos possíveis para que as políticas aumentem sua contribuição para uma experiência de juventude plena de direitos.