Ato ecumênico em memória às vítimas da Aids

Clarisse Braga com edição de Manoela Vianna e notícia reproduzida do Brasil de Fato

A "Campanha o amor lança fora todo medo" convida a todos para participar da "30ª Vigília pelos Mortos de Aids”, com a esperança de que um dia não precisemos lembrar tantas vítimas da Aids. Leia abaixo a notícia reproduzida do Brasil de Fato

Entidades realizam ato ecumênico em memória às vítimas da Aids

Em memória às pessoas que morreram em decorrência da Aids, entidades religiosas realizarão a 30ª vigília ecumênica neste domingo (19), no bairro Campos Elíseos, no centro de São Paulo (SP). O ato contará com a presença de líderes religiosos de diferentes tradições, além da campanha “O amor lança fora todo medo”, que promoverá a adesão ao tratamento ambulatorial e ao teste do vírus HIV.

Apesar da queda da mortalidade e da estabilidade dos índices nos últimos anos, a doença continua sendo uma epidemia grave, com 34 milhões de pessoas infectadas no mundo. Só no Brasil, no ano passado, foram registradas mais de 12 mil mortes, segundo o Boletim Epidemiológico Aids.

A primeira vigília ecumênica foi realizada por um grupo de familiares e amigos de pessoas que faleceram em decorrência da Aids na cidade de Nova York, em 1983. Para as entidades, hoje a vigília toma forma de um movimento internacional que pretende, além de manifestar solidariedade, sensibilizar e mobilizar as pessoas quanto às complicações acerca do vírus HIV.

A celebração, que está sendo organizada pela Koinonia Presença Ecumênica e Serviço e pelo Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), terá início às 11h na Paróquia da Santíssima Trindade, na Praça Olavo Bilac, no centro de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.