Fundamentalismos, crise da democracia e ameaça aos direitos humanos na América do Sul: tendências e desafios para a ação

CLIQUE AQUI E ACESSE A VERSÃO REVISTA

Transformações na arena pública em termos sociopolíticos, econômicos, culturais e ambientais, na América do Sul, observadas durante as últimas duas décadas, têm gerado preocupação, provocado reflexões e evocado planejamento de ações de enfrentamento da parte de organizações que atuam na defesa dos direitos humanos e ambientais. Isto ocorre por serem mutações, no contexto de diferentes países, na forma de reações a avanços e conquistas no campo dos direitos de trabalhadores, de mulheres e de minorias sociais, seguidos de retrocessos e obstáculos políticos de diversas ordens.

A pesquisa “Fundamentalismos, crise da democracia e ameaça aos direitos humanos na América do Sul: tendências e desafios para a ação” é uma iniciativa do Fórum Ecumênico ACT Aliança Sulamericano (FESUR). O projeto nasceu da preocupação de igrejas e organizações baseadas na fé (OBFs), articuladas por meio da ACT Aliança, com essas mutações observadas no continente, avaliadas como reflexos de diferentes expressões de fundamentalismo.

Estas preocupações foram indicadas na Conferência Global sobre a América Latina e o Caribe, (Guatemala 27 a 29 de março de 2019), com integrantes dos Fóruns da ACT Aliança do Brasil, da Argentina, do Peru e da Colômbia.

CLIQUE AQUI E ACESSE A VERSÃO REVISTA

Baixar arquivo