UMEAB – História das Mulheres

Clarisse Braga

 
 
 
 
Ester e as participantes do encontro
 
A assessora do programa Saúde e Direitos Ester Lisboa participou do encontro da União de Mulheres Episcopais Anglicana do Brasil (UMEAB) no último dia 11 de outubro, em Campinas, interior de São Paulo. 

Com o tema “Direito das mulheres”, Ester abordou a história herdada pelas mulheres desde a antiguidade. Inconformadas, as mulheres presentes ficaram impressionadas com declarações do passado que estampam a inferioridade feminina sem pudor: 

“Quando uma mulher tiver conduta desordenada e deixar de cumprir suas obrigações do lar, o marido pode submetê-la à escravidão. Esta servidão pode, inclusive, ser exercida na casa de um credor de seu marido e, durante o período em que durar, é lícito a ele (ao marido) contrair novo matrimônio” – Código de Hamurabi (Constituição Nacional da Babilônia, outorgada pelo rei Hamurábi, que a concebeu sob inspiração divina, século XVII A.C.). 

Mas não é só de preconceito e inferioridade que a história das mulheres é feita. Ester apresentou inúmeros relatos de mulheres corajosas que não sossegaram até mudarem o rumo dessa história. Rita Lobato Velho Lopes, Myrthes de Campos, Bertha Lutz, Alzira Soriano de Souza, Carlota Pereira de Queiroz, Simone de Beauvoir e Maria da Penha são alguns dos nomes que bravamente ajudaram a quebrar todos os preconceitos relacionados às mulheres no Brasil e no mundo. 
 

Ester ainda deu papel e caneta a todas para escreverem a história que querem ter daqui para frente. Inspiradas pela música “Maria, Maria” de Milton Nascimento, as mulheres da UMEAB escolheram suas palavras de ordem para representar todo ensinamento transmitido pela palestra: luta, direitos, conhecimento e força. E foi cantando “Maria, Maria” que todas se despediriam na palestra da assessora Ester.
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.