SD participa de Assembléia do CMI

Manoela Vianna

Leia o depoimento da coordenadora do programa Saúde e Direitos, Ester Almeida, sobre a oficina ‘Aids e Religião: desafios, limites e avanços’, promovida pelo programa durante a  Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas.

Assembléia do CMI e Saúde e Direitos                   

Deus em Tua graça transforma o mundo! E o homem/mulher em sua graça transformam o quê?!  Esta foi uma das falas que pudemos ouvir em um dos estudos bíblicos que participamos. Num primeiro momento, parece pura ousadia humana, mas quando nos deparamos com a realidade social, com as relações pessoais, nos perguntamos por que não?  Por que não podemos transformar o mundo, numa relação de cumplicidade com as pessoas e com Deus? Foi com este mistério de sentimento que realizamos na 9ª Assembléia do Conselho Mundial de Igrejas a oficina: ‘Aids e Religião: desafios, limites e avanços’ Participaram pessoas de diferentes tradições religiosas, culturais e étnicas. Através de um trabalho em equipe, nos deparamos com os desafios, limites e avanços que as igrejas necessitam enfrentar. O que em nós, igreja, é necessário mudar, e dentre muitas falas destacamos uma: “A igreja precisa sentir, perceber a magnitude humana e se abrir para receber todas as pessoas, ir ao encontro de todos e todas que vivem suas relações cotidianas sem perceber o quanto contribuem para a transformação do mundo.

A Assembléia chegou ao seu final !  Estiveram presentes 3.838 pessoas; destes, 875 brasileiros. Foram  691delegados de 348 igrejas-membro do Conselho Mundial de Igrejas. Como resultado , ficarão em nossos sentimentos e em nossa prática, não só documentos  e arquivos eletrônicos, mas também lembranças de um intenso período de encontros, partilhas, orações e celebrações pelas manhãs e tardes, em 90 estudos bíblicos e 200 oficinas e outros eventos que fizeram o mutirão. Em outro nível, o trabalho profundo e cuidadoso sobre temas e questões, estruturas e relacionamentos, realizados pela Assembléia provavelmente haverá de causar um grande impacto no movimento ecumênico.

E por falar em impacto, a publicação Aids e IgrejasUm convite a Ação, produzido por KOINONIA, obteve uma boa aceitabilidade convidando às  igrejas a se engajarem na luta contra a AIDS. É, ao mesmo tempo, um reconhecimento público do papel positivo e fundamental que as igrejas podem desempenhar na luta contra a pandemia do HIV/AIDS no mundo.

Ester L.L Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.