Rodada de diálogos – quilombolas de Maria Romana

Manoela Vianna com informações de Ana Gualberto

A assessora de KOINONIA, Ana Gualberto esteve na comunidade quilombola de Maria Romana, Cabo Frio (RJ).  A visita aconteceu no dia 5 de setembro. O Programa Egbé apoiará atividades da comunidade, entre as elas as festividades do dia 20 de novembro – Consciência Negra. Os quilombolas promoverão junto a outras comunidades da região dos lagos um evento para celebrar a data.

A comunidade de Maria Romana é formada por 178 famílias, mas somente 28 residem atualmente no território, que está em processo de regularização fundiária desde 2011.  Em novembro do ano passado, na ocasião da titulação da comunidade de Preto Forro, os esforços de mobilização dos quilombolas de Maria Romana, Preto Forro, Maria Joaquina, Maria Conga, Sacopã e Marambaia foram reconhecidos como essenciais para que o título de Preto Forro fosse finalmente emitido

 Um pouco da História

A comunidade foi formada nas terras adquiridas por Elias Barreto. Inicialmente escravo, Elias trabalhou com sua companheira Romana da Conceição durante 30 anos para pagar as terras. Em 1924, as terras foram registradas no nome de Maria Romana, filha de Elias e Romana. Ao passar dos anos muitas famílias que ocupavam o território o deixaram para morar próximo aos centros urbanos em busca de trabalho, entretanto, os laços familiares e sociais se mantiveram.

 

Conheça o blog do presidente da Associação da comunidade de Maria Romana, Lamiel Barreto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.