Reconstruindo um mundo justo: atores religiosos e organizações baseadas na fé pedem respostas face à COVID-19 para combater as desigualdades de gênero

Durante a pandemia da COVID-19, muitos atores religiosos estão na linha de frente. ACT Aliança posiciona-se junto com líderes religiosos e organizações baseadas na fé em todo o mundo, em ações de incidência junto a governos e sociedade civil, por respostas urgentes que protejam os direitos das mulheres e alcancem a igualdade de gênero.

A crise não opera no vácuo e, como resultado, a pandemia está aumentando as desigualdades de gênero pré-existentes. Em todo o mundo, os papéis de gênero têm um impacto acentuado na exposição, transmissão e padrões de desfecho da COVID-19. Mulheres e meninas estão experimentando injustiças que se interconectam nas esferas política, social e econômica.

Violência sexual e de gênero

Na declaração publicada hoje, Faith in Beijing, que é um coletivo de atores religiosos e redes baseadas na fé, apela para que as respostas da COVID-19 incluam estratégias para abordar e prevenir a violência sexual e baseada em gênero. Sob políticas de confinamento, muitas mulheres são forçadas a ficar em casas onde não se sentem seguras e não estão segurança. Elas são forçadas a viver com parceiros ou pais abusivos, enquanto os serviços para sobreviventes de violência de gênero são mais difíceis de acessar. Em algumas comunidades ao redor do mundo, a violência contra as mulheres durante a pandemia tem sido perpetrada pelas agências de segurança que aplicam o isolamento, usando força indevida.

Fé na Linha de Frente

As comunidades religiosas têm uma forte base para promover o distanciamento social (para reduzir a transmissão do vírus causador do COVID-19), ao mesmo tempo em que praticam a solidariedade. Muitos atores religiosos detêm significativo poder e são considerados confiáveis, às vezes mais do que o governo. Assim, as instituições religiosas podem desempenhar um papel vital na distribuição de informações precisas sobre saúde pública para suas comunidades. Os líderes religiosos podem desempenhar um papel positivo na promoção de mensagens de justiça de gênero, desafiando o estigma e as normas de gênero prejudiciais.

Igualdade e Justiça para todos

Como os negócios, como de costume, sofre uma pausa no momento, temos a oportunidade de refletir sobre a situação precária do nosso mundo e do nosso sistema econômico. Nesses espaços, podemos começar a imaginar um mundo enraizado na igualdade e na justiça para todos. A pandemia COVID-19 revelou como estamos globalmente interconectados e como a injustiça de gênero se revela em nível individual e coletivo.

ACT Aliança, juntamente com os membros da Faith in Beijing, deveriam participar na reunião 64 da Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto das Mulheres. Embora o encontro internacional dos Estados-Membros da ONU e da sociedade civil tenha sido adiado no mês passado, nosso trabalho pela justiça de gênero continua a ser importante, para garantir um futuro justo e sustentável para todos.

Leia a declaração sobre Gênero, Fé e COVID-19 aqui 

Notas:

Atores religiosos e organizações baseadas na fé que assinaram as declarações incluem:

  1. ACT Alliance – ACT Aliança
  2. Act Church of Sweden – ACT Igreja da Suécia
  3. Anglican Communion – Comunhão Anglicana
  4. Association of Presbyterian Women Aotearoa New Zealand – Associação de Mulheres Presbiterianas de Aotearoa-Nova Zelândia
  5. Christian Aid – Christian Aid
  6. DanChurchAid – Ajuda da Igreja da Dinamarca
  7. The Girls’ Brigade International – Brigada Internacional das Meninas
  8. Islamic Relief Worldwide – Ajuda Islâmica em todo o mundo
  9. Side by Side: Faith movement for gender justice – Lado a Lado: Movimento de fé pela justiça de gênero
  10. United Society of Partners in the Gospel – Sociedade Unida de Parceiros no Evangelho
  11. We Will Speak Out South Africa – Denunciaremos em Alta Voz, África do Sul
  12. World Council of Churches – Conselho Mundial de Igrejas