Mesas de Diálogos Interreligioso do Mercosul

Márcia Evangelista

Cerca de 400 líderes, de distintas confissões religiosas, participaram das Mesas de Diálogos Interreligioso do Mercosul, promovidas em quatro países: Paraguai (11 e 12 de março), Uruguai (28 e 29 de abril), Argentina (11 e 12 de maio) e Brasil (19 de maio).

Fernando Lugo, presidente do Paraguai e presidente pro tempore do Mercosul tem revelado sua preocupação em dar uma “identidade”, um “rosto” aos países participantes, a partir de discussões que extrapolem os temas puramente econômicos. Assim, além das questões trabalhistas, políticas, energéticas e ambientais, o Mercosul abriu espaço para as questões religiosas, ouvindo lideranças dos países integrantes.

Clai Brasil

“A igualdade religiosa e o Estado brasileiro” foi o tema escolhido pelo Clai-Brasil, em virtude de sua atualidade e relevância para ser debatido na Mesa de Diálogo no Brasil, que aconteceu no dia 19 de maio, no Instituto Salesiano Pio XI, em São Paulo. “Se o objetivo do encontro é pensar em nosso compromisso com a construção de uma sociedade democrática, a questão da igualdade religiosa é crucial nessa construção”, definiu Anivaldo Padilha, leigo metodista e um dos participantes do encontro, como representante de KOINONIA.

Documento final das Mesas de Diálogos Interreligioso do Mercosul

Como resultado destes diálogos, foi elaborado um documento final que está sendo divulgado pelo Clai. Leia o documento em anexo.

“O que virá a seguir é o resultado da reflexão que cada país realizou nas distintas instâncias nacionais. Neste momento compartilhamos pensamentos e expectativas para o âmbito do Mercosul”.   Clai Brasil

 

Com informações do CLAI Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.