KOINONIA inicia projeto com mulheres quilombolas na Bahia

Márcia Evangelista

Entre os dias 24 e 26 de setembro, foi realizada no Baixo Sul da Bahia a Oficina Identidade Racial e Gênero. A Oficina deu início ao Projeto “Apoio ao Fortalecimento Político e Econômico das Mulheres Quilombolas do Baixo Sul da Bahia”, realizado por KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço, com apoio do Ministério de Desenvolvimento Agrário – MDA. A oficina foi realizada no Colégio Estadual Rogério de Souza, no município de Camamu, com a presença de 120 mulheres procedentes de 18 comunidades quilombolas do Baixo Sul.

Essa primeira meta do Projeto inclui mais três oficinas e tem como público mulheres quilombolas (produtoras rurais e marisqueiras). As oficinas tratarão dos seguintes temas: Identidade Racial e Relações Sociais de Gênero; Trabalho, Remuneração e Economia Feminista; Políticas Públicas, Desenvolvimento e Identidade; e Gestão de Associações, Cooperativas e Negócios.

Apoio ao Fortalecimento Político e Econômico das Mulheres Quilombolas do Baixo Sul da Bahia – O projeto tem o objetivo de fortalecer a participação política e econômica das mulheres quilombolas nos espaços de decisão política e de comercialização, por meio de um intenso processo de formação que reforce sua reflexão sobre: o tipo de desenvolvimento que querem – desenvolvimento com identidade, respeitando a cultura e os valores tradicionais dessas comunidades; a participação das mulheres quilombolas nos espaços de decisão, nos níveis comunitário, municipal e do Território da Cidadania e todo o debate sobre a organização e a representação quilombola nesses espaços; melhor equilíbrio nas relações com os homens nos processos produtivos, especificamente na comercialização e gestão dos negócios; as políticas públicas para mulheres rurais e para quilombolas e os direitos territoriais das CRQ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.