IECLB escolhe novo presidente

Márcia Evangelista

O pastor Nestor Paulo Friedrich, secretário geral da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), é o novo pastor presidente da denominação. Ele foi eleito no pelo 27º Concílio Geral, que esteve reunido de 20 a 24, em Foz do Iguaçu, obtendo 55 dos 89 votos da plenária.

Ele concorreu com os pastores Carlos Möller, Enos Heidemann e a pastora Mariane Beyer. Carlos Möller, que também é presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), foi eleito primeiro vice-presidente, e a pastora Sílvia Genz é a segunda vice-presidente. Como presidente do Concílio foi escolhido Nivaldo Klister.

O Concílio tratou da Paz na Criação de Deus – Esperança e Compromisso, que será tema da reunião do IECLB para 2011. A mensagem do Concílio às comunidades (Ver texto abaixo) destacou a reflexão e a prática missionária como espaço fundamental na afirmação de nossa identidade e unidade luterana.

Durante o encontro foi assinado o convênio entre a Igreja brasileira e a Igreja Evangélica Luterana do Norte do Elba, da Alemanha, representada pelo bispo Gerhard Ulrich. Pelo convênio, a IECLB receberá apoio financeiro para o fortalecimento de comunidades missionárias no Brasil. As duas denominações vão promover, também, o intercâmbio entre brasileiros e alemães.

No evento de Foz do Iguaçu, cidade localizada a 637 de Curitiba, capital do Paraná, o pastor Walter Altmann, moderador do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), apresentou suas despedidas como pastor presidente.

Tenho muitas razões para me alegrar e para agradecer. Quantas bênçãos!, afirmou. Ele reportou-se também a dificuldades e dissabores, por certo também limitações e muitas falhas minhas, igualmente episódios de tensão e sofrimento tanto na vida pessoal e familiar, quanto em âmbito da IECLB. Nada disso, porém, deve dar vazão para queixas, pois foi generosamente coberto pelo manto da magnanimidade de Deus, disse o pastor Altmann.

No culto de abertura do Concílio, dia 20, Altmann frisou, na pregação, que em tudo temos motivos para nos alegrar, ainda quando passamos por momentos difíceis e somos tentados a abandonar a fé.

O culto ecumênico celebrado no Concílio contou com a co-celebração de pastores de igrejas irmãs. A pregação esteve a cargo do moderador da Igreja Presbiteriana Unida, Enoc Teixeira. Não somos salvos porque somos bons, mas somos salvos para sermos bons, disse na pregação.

 

Mensagem às comunidades

Nós, participantes do XXVII Concílio da IECLB, reunimo-nos nos dias 20 a 24 de outubro de 2010 em Foz do Iguaçu/PR sob a inspiração bíblica “Em tudo dai graças”. Celebramos e partilhamos esta gratidão a Deus em todos os momentos da caminhada de nossa Igreja.

Constatamos neste concílio que a Missão de Deus continua nos apaixonando. Os relatórios do Presidente do Conselho da Igreja, da Presidência e da Secretaria Geral expressam que a reflexão e a prática missionária ocupam um espaço fundamental na afirmação de nossa identidade e unidade luterana, perpassando a vida de nossas comunidades.

Um dos compromissos missionários é compreender que estamos inseridos na sociedade brasileira o que implica adequarmo-nos à legislação do país. Parte das discussões foi dedicada à adequação de nossos documentos legais e normativos. A discussão sobre a subsistência e proteção à saúde de ministros e ministras mostra que somos uma igreja que pensa como um todo, que é cuidadora e responsável pelo futuro das pessoas que se dedicam integralmente ao trabalho na IECLB.

Nas câmaras temáticas e plenárias discutimos solicitações encaminhadas pelos sínodos, planejamos e definimos nossos próximos passos sempre tendo em vista a vida e o anseio de nossas comunidades.

Ao reafirmar nosso compromisso com a Missão, renovamos o desejo de continuar com a campanha Vai e Vem e com a implementação do Planejamento Comunitário do PAMI, conforme decisão conciliar.

Partilhamos como IECLB da gratidão e da expectativa pela comemoração em 2011 dos 50 anos de missão de reconciliação entre e junto com indígenas no Brasil pelo COMIN.

A formação teológica mereceu destaque também no contexto de um clamor crescente por mais vocações ministeriais. Evidenciamos o valor do trabalho com crianças e jovens como espaço privilegiado para o surgimento de novas vocações.

Com o término da gestão de vários cargos eletivos, realizamos, além da eleição em si, a exposição de propostas dos(das) candidatos(as). Este Concilio elegeu para presidente o P. Presidente o pastor Nestor Paulo Friedrich, Pastor(a) 1º Vice-presidente: Carlos Augusto Möller, Pastora 2ª Vice-presidente: Silvia Beatrice Genz e Presidente do Concílio: Nivaldo Kiister. Nosso desejo é que Deus abençoe estas pessoas que se colocam a serviço do Reino de Deus a partir da IECLB.

As celebrações deram um toque especial ao clima de convivência e à espiritualidade de nosso concílio. Destacamos o culto ecumênico e os cultos de abertura e de encerramento em nossas comunidades da cidade de Foz do Iguaçu.

Como último concílio no cargo de presidente, o P. Dr. Walter Altmann fez um balanço de sua trajetória pastoral na IECLB e em órgãos ecumênicos internacionais. Os conciliares expressaram sua gratidão em reconhecimento pela sua dedicação e atuação em diferentes tarefas e funções exercidas. Lembramos também do falecimento de ministros e ministras e de seus familiares no período transcorrido desde o último Concílio, destacando a perda irreparável de nosso P. 1º Vice-presidente Homero Severo Pinto.

O concílio oportunizou também a visita de autoridades eclesiásticas, delegações e representações nacionais e internacionais expressando a renovação de vínculos, projetos e parcerias ecumênicas. Destacamos a visita de representantes da OGA do exterior no contexto das comemorações dos 100 anos desta entidade no Brasil.

Foram apresentados o tema e o lema da IECLB para o próximo ano. O tema “Paz na Criação de Deus – esperança e compromisso” e o lema bíblico “Glória a Deus e paz na terra” (Lc 2.14a) guiarão nossas preocupações na direção da nossa responsabilidade para com a criação de Deus e no testemunho da paz neste mundo.

Nosso desejo é que as decisões deste Concílio contribuam para a construção de uma igreja solidária, para o fortalecimento de sua identidade luterana e para o comprometimento com a missão de Jesus Cristo.

Foz do Iguaçu, 24 de outubro de 2010.

 

Com informações de Cese e CNBB

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.