Haiti: Igrejas se mobilizam em apoio às vítimas

Márcia Evangelista

O Secretário-Geral do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), Rev. Dr. Olav Fykse Tveit, expressou condolências e solidariedade ao povo haitiano pelo terremoto que o país padeceu, pedindo para que seja prestado rápido apoio aos esforços de socorro. O forte terremoto que atingiu ontem o estado Caribenho do Haiti foi mais uma na série de catástrofes naturais que assolam esta nação já vulnerável, a mais pobre do hemisfério ocidental. O violento terremoto de 7.3 na escala Richter que atingiu a região em torno da capital Port-au-Prince, na terça-feira 12 de janeiro próximo das 5 h. da tarde, causou danos extensos e derrubou edifícios e redes elétricas. “Em nome da comunidade de igrejas do Conselho Mundial de Igrejas, expresso as nossas condolências e solidariedade ao povo haitiano, quando experimentam mais uma vez o enorme peso da dor, os danos e as mortes causados por uma catástrofe natural”, disse Tveit. “Este povo já tem suportado muitos males, devido à instabilidade política e a pobreza”.

Em 2004, mais de três mil pessoas morreram por causa do furacão Jeanne, que arrasou a cidade de Gonaives, no noroeste. A mesma área foi novamente atingida, em 2008, quando cruzou a região, a quarta de uma série de tempestades tropicais. Em 2004, a instabilidade política provocou a destituição do presidente Jean-Bertrand Aristide. E em novembro de 2008, a queda de uma escola, decorrente de má qualidade da construção, causou a morte de 90 pessoas. Quase 80% da população do Haiti vivem na pobreza. “O povo haitiano deveria experimentar agora, com toda rapidez, o apoio e a ajuda dos demais países”, disse Tveit nas primeiras horas da manhã de quarta-feira. “Também se prestará apoio através do trabalho da Aliança ACT – Ação Conjunta de Igrejas – como expressão das ações das igrejas unidas em torno do mundo”. “Tenhamos presentes em nossas orações e em nossos pensamentos as igrejas-membros do Haiti e todas as pessoas atingidas pelo terremoto”, pediu o secretário-geral do CMI. Membros da Aliança ACT e organismos conexos que trabalham para salvar vidas e apoiar comunidades em situações de emergência em todo o mundo, disseram que as igrejas-membro da ACT já estão respondendo ao apelo pelas vítimas do terremoto. A secretaria do ACT em Genebra, Suíça, está coordenando uma resposta mundial à catástrofe.

Ações de ACT no Haiti

As organizações membros da ACT Aliança com sede no Haiti, iniciaram o levantamento de danos e necessidades logo após o terremoto. As organizações enviaram materiais e equipamentos tais como sistemas de purificação de água, barracas e comida. Também começaram a arrecadação de fundos. As organizações membros também estão cooperando na organização de um levantamento de danos coletivo para uma resposta efetiva. Uma Equipe de Apoio Rápido (RST) foi formada. Quatro pessoas assumiram as responsabilidades de coordenação, comunicação, tesouraria e segurança. A RST é liderada pela Federação Luterana Mundial que exerce a presidência do Fórum Haiti da ACT. Em estreita cooperação com a RST está o pessoal de campo, para o levantamento das necessidades e no preparo de uma resposta.

As organizações membros de ACT diretamente envolvidas na chamada de emergência são Christian Aid (CAID), Church World Service (CWS), Diakonie Katastrophenhilfe (DKH), Federação Luterana Mundial (LWF) e ajuda da Igreja Norueguesa (NCA). Outras organizações membros planejam juntarem-se ao chamado e ainda outras organizações apóiam o chamado através da designação de pessoal para o trabalho de campo. Algumas organizações membros estão respondendo aos danos do terremoto através de suas organizações parceiras.

Além de coordenar seus esforços conjuntos, desde o levantamento das necessidades ao planejamento das ações de resposta, os membros de ACT estão também coordenando seus trabalhos com o sistema nacional do Haiti, com a ONU e outras agências, incluindo coordenação por setores, e com outras ONGs presentes no país.

Outras organizações membros de ACT presentes no Haiti são a Igreja da Suécia, a Igreja Dinamarquesa (DanChurchAid), a Igreja Finlandesa (FinnChurchAid) e a Organização Inter-eclesiástica para a Cooperação e o Desenvolvimento (ICCO). A Assistência a Desastres da Igreja Presbiteriana dos EUA, a Igreja Evangélica Luterana nos EUA, as Obras de Caridade da Igreja Internacional Ortodoxa e a Ajuda Mundial Luterana, avaliam como fazer-se mais presentes no Haiti.

Os trabalhos de recuperação e reabilitação se concentrarão na produção da agricultura e o acesso à água e, possivelmente, o reflorestamento. As organizações membros de ACT providenciarão mais detalhes quanto à ajuda para a recuperação e reabilitação do país. ACT planeja emitir um chamado completo à ajuda, tanto para a recuperação quanto para a reabilitação, até meados de fevereiro de 2010.

No Brasil são membros de ACT Aliança, KOINONIA, CESE e Fundação Luterana de Diaconia.

Para saber mais sobre Aliança ACT, acesse:

http://www.act-intl.org/

Ações de solidariedade ao povo do Haiti

Cáritas e CNBB lançam Campanha SOS Haiti – A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Cáritas Brasileira lançam a Campanha SOS Haiti para a arrecadação de donativos para os atingidos do terremoto que devastou o país caribenho neste último dia 12 de janeiro.

Em carta divulgada, o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha, e o presidente da Cáritas Brasileira, Dom Demétrio Valentim, conclamam todas as comunidades eclesiais, paróquias e dioceses a promoverem, no próximo domingo, dia 17/1, ou no dia 24/1, ou em outra data conveniente, orações e coletas em dinheiro para as vítimas do desastre.

A Cáritas Brasileira atua em situações de emergência desde sua fundação, em 1956. As ações vão do socorro imediato à incidência em políticas públicas, tendo sempre em vista um processo de desenvolvimento solidário e sustentável.

As doações em dinheiro podem ser feitas nas seguintes contas bancárias:

– Banco do Brasil – Agência: 3475-4; Conta Corrente: 23.969-0;

– Caixa Econômica Federal – OP: 003; Agência:1041; Conta Corrente:1132-1;

– Banco Bradesco – Agência: 0606 ; Conta Corrente: 70.000-2.

CNPJ da Cáritas Brasileira: 33.654.419/0001-16

Os recursos serão destinados às ações de socorro imediato, reconstrução e recuperação das condições de vida do povo haitiano.

IECLB abre conta bancária para receber doações – A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) abriu conta no Banco do Brasil (agência 0010-8, conta 40.000-9) para receber doações em favor do povo do Haiti.

Ela se une, assim, aos esforços que estão sendo empreendidos por ações ecumênicas de emergência, coordenadas pela Ação Conjunta das Igrejas (ACT) e a Federação Luterana Mundial, através de seu Departamento de Serviço Mundial, que tem pessoas lotadas no Haiti e que já estão trabalhando no socorro às vítimas.

O secretário-geral do Conselho Mundial de Igrejas (CMI), Olav Fykse, pediu aos cristãos que lembrem nas suas orações o povo do Haiti.

Também a Igreja Católica promove ações de ajuda humanitária ao povo haitiano, através de organizações como a Igreja que Sofre, Secours Catholique, Catholic Relief Servies e Cáritas Internacional.

Foi confirmada a morte do arcebispo de Porto Príncipe, dom Serge Miot, cujo corpo foi encontrado sob os escombros da catedral, que ruiu com o terremoto que se abateu sobre a capital na terça-feira à tarde.

“Porto Príncipe está completamente devastada. A catedral, o arcebispado, todas as grandes igrejas e todos os seminários foram reduzidos a um acúmulo de escombros”, descreveu o núncio apostólico para o Haiti, dom Bernadito Azuza.

Movimento Negro manifesta solidariedade ao Povo do Haiti – O Instituto Mídia Étnica, o Memorial Lélia Gonzalez e o Instituto de Pesquisa das Culturas Negras – IPCN convocam o Movimento Social Negro do Brasil e a Sociedade Civil Brasileira em geral para que assinem manifesto de Solidariedade, exigindo que o Brasil assuma a responsabilidade histórica de lutar pela verdadeira reconstrução haitiana. Clique AQUI, para assinar.

Mais informações: http://www.correionago.ning.com/

Fotos: Paul Jeffrey/ACT e Arne Grieg Riisnaes/NCA

Com informações de Eclesia e ACT Aliança (Tradução de Marilia Schüller), ALC e Conic

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.