Estudo sobre crianças e adolescentes afetadas pelo HIV/AIDS é divulgado

Carolina Maciel

Jeane Freitas

Contribuir para que as crianças e adolescentes afetadas pelo vírus HIV/AIDS sejam reconhecidas como sujeitos de uma política nacional foi o objetivo do estudo sobre "Meninos, meninas e adolescentes afetados pelo HIV/AIDS, apresentado pelo Programa Nacional de Prevenção e Controle de HIV/AIDS do Ministério da Saúde do Equador, região da América do Sul.
O estudo, que contou com o apoio de diversas entidades, teve início em 2009 e seus resultados querem mostrar a problemática das crianças e adolescentes afetadas pelo vírus no país, com as informações querem definir políticas e planos de ação que garantam os serviços essenciais para os afetados.
A representante do programa, Elizabeth Barona, teve acesso a 734 casos, dos quais 84,9% vêm da costa, 14,3% da serra, e 0,7% da Amazônia.
Segundo o estudo, "O problema afeta à pessoa portadora do vírus e a seu meio familiar e social, por essa razão, para o trabalho realizado pelas instituições, tomou-se em conta os menores de idade que vivem com HIV, aos órfãos, por causa deste mal, mas que não o padecem, e a filhos que têm pais com esta doença”
Conforme a equipe que participou do estudo, a coleta dos dados foi feita em hospitais infantis, clínicas e maternidades em Quito, Guayaquil e Cuenca através de entrevistas, encontros, formulários e trabalho de campo, com o cuidado de manter em sigilo todas as informações e o anonimato para resguardar as histórias de cada paciente.
O estudo contou com a colaboração da Defesa de Crianças Internacional (DNI) do Equador, CARE, Missão Aliança Noruega, Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Conselho Nacional de crianças e adolescentes do Ministério da Saúde Pública, através do Programa Nacional de Prevenção e Controle de HIV/AIDS.
Dados estatísticos da doença no país
Conforme dados do Programa Nacional da Aids do Ministério da Saúde Pública, em 2010, foi registrado no país um total de 3.966 casos de HIV e 1.301 casos de Aids. A doença mata cinco pessoas a cada minuto no mundo e as cifras de infectados são cada vez maiores. Cerca de duas mil pessoas são infectadas a cada ano.
 
Com informações Adital em 11/08/2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.