Dossiê Marambaia

Manoela Vianna

A comunidade quilombola da Ilha da Marambaia (RJ) estava em processo de demarcação das terras pelo Incra para posterior titulação, quando um dos jornais de maior tiragem no Brasil, O Globo,  publicou na edição de 25 de fevereiro o artigo “Crime ambiental e erro histórico”, assinado pelo prefeito do Rio de Janeiro, César Maia.

O artigo deixou perplexa e preocupada a comunidade da Ilha da Marambaia e todos aqueles ligados à causa quilombola. A repercussão negativa ao conteúdo do texto deve-se às confusões sobre os conceitos e direitos feitas pelo prefeito. Além disso, Maia expôs duvidas sobre a existência de quilombolas na Ilha da Marambaia, mesmo com a identificação da comunidade confirmada em esfera federal e com o processo de demarcação das terras iniciado pelo Incra.

O dossiê Marambaia foi idealizado partindo da publicação do artigo do prefeito com objetivo de ser uma ferramenta para que a sociedade civil tenha acesso a um conjunto de informações – a maioria não divulgada pela grande imprensa – que possibilite traçar um panorama da trajetória da comunidade remanescente de quilombo da Ilha da Marambaia , desde a época da escravidão até as lutas pelas terras nos dias de hoje. O dossiê é um produto do programa Egbé – Territórios Negros, atuante na Marambaia desde 1999.

Leia o Dossiê na página do Observatório Quilombola www.koinonia.org.br/oq ou  num clique aqui: https://www.koinonia.org.br/oq/home_dossie1.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.