“Desejos, prazeres e prevenção” é tema do último módulo da formação em Direitos Humanos do projeto Fortalecendo Laços

O 4º módulo da formação em Direitos Humanos do projeto Fortalecendo Laços aconteceu no dia 28 de agosto, na Boate Freedom Club, em São Paulo. O tema da vez foi “Desejos, prazeres e prevenção”, abordando o histórico da AIDS, formas de transmissão, além de mitos e verdades sobre o tema.
 
Para contribuir, o sociólogo Cláudio Celso Monteiro Júnior apresentou a evolução da epidemia de HIV/AIDS e estratégias de prevenção. “Brincadeiras sexuais são uma delícia, mas se não soubermos exatamente onde estamos nos metendo, vamos arriscar o resto de nossas vidas. AIDS não é para fazer parte da brincadeira”, alertou Cláudio.
 
“Ainda podemos dizer que a comunidade LGBT é uma população vulnerável no que diz respeito à contaminação de HIV/AIDS. Essa vulnerabilidade sempre existiu e perpetua por nossos tempos, principalmente com jovens gays”, enfatizou o facilitador. Segundo o Boletim Epidemiológico de 2015, a epidemia  no Brasil concentrada em populações-chave que respondem pela maioria de casos novos do HIV em todo país, como gays e homens que fazem sexo com homens, travestis e transexuais, pessoas que usam drogas e profissionais do sexo. Dentre os destaques relevantes deste boletim, fica reiterado o fato de que o crescimento de AIDS na juventude (15 a 24 anos) continua sendo uma preocupação importante e que as ações nesse segmento tem de ser intensificadas.
 
“Previnam-se. Não caiam nessa de que está tudo bem pela doença ter tratamento, pois tratamento não é cura. A vida passa a ser controlada pelos medicamentos. Ao invés de pensar em ‘Desejos, prazeres e prevenção’ vamos passar a falar sobre ‘Desejos, prazeres e a medicação’. Cuidem de vocês e daqueles/as com quem se relacionam”, aconselhou Cláudio, concluindo a conversa.
 
Na ocasião, os presentes receberam o certificado de conclusão e avaliaram a formação em Direitos Humanos. Wander Teixeira, participante dos módulos, compartilhou sua visão a respeito da vivência proporcionada pelo projeto. Segundo ele, foi possível conhecer pessoas diferentes, com realidades diferentes. “Sou membro da comunidade LGBT, mas não tinha amizade com lésbicas, bissexuais e trans. Juntos, aprendemos muito, a formação foi muito instrutiva. Foi maravilhoso”, disse. Vanessa Magalhães, que também participou dos encontros, concluiu que “além do conhecimento proporcionado pelos palestrantes, todos tiveram muita liberdade para expor experiências próprias”. Em consenso, o grupo demonstrou enorme entusiasmo pelo fato da formação ter sido realizada em espaços de convivência LGBT.
 
A realização do projeto “Fortalecendo Laços: Juventude, Sexualidade e Direitos Humanos: uma ação concreta com populações jovens vulneráveis e HIV/AIDS na cidade de São Paulo” acontece em parceria com o Programa Municipal de DST/AIDS, da Secretaria Municipal de Saúde, através do Convênio 026/2015/SMS-G.       
 
KOINONIA agradece pela parceria com a Boate Freedom Club e o Restaurante Café Vermont República, ambos localizados no Largo do Arouche, espaços que têm contribuído no fortalecimento de laços com a juventude LGBT, na disseminação de informações de prevenção em HIV/AIDS.