Concluída pesquisa com juventude sertaneja

Manoela Vianna

KOINONIA e o Pólo Sindical do Submédio São Francisco, em parceria com a CESE, desenvolveram entre abril e maio de 2005 a pesquisa Ações Juvenis para Superação da Violência na região do Submédio São Francisco.  O projeto foi realizado com jovens nos municípios de Rodelas e Macururé (BA); Jatobá, Floresta, Belém do São Francisco, Orocó e Santa Maria da Boa Vista (PE). 

O objetivo da pesquisa foi avaliar as percepções da violência, da superação da violência e dos efeitos das ações da juventude rural no Submédio São Francisco. Além disso, a pesquisa também mensurou os impactos das ações de KOINONIA e do Pólo Sindical junto à juventude da região. Há nove anos KOINONIA e o Pólo desenvolvem, por meio do Programa Trabalhadores Rurais e Direitos, atividades sócio-educativas de caráter político organizativo e de formação cultural para os jovens da região.

Catorze jovens da região foram capacitados por KOINONIA e pelo Pólo para aplicar os cerca de 800 questionários da pesquisa.Veja no quadro abaixo o universo de pessoas entrevistadas.

Grupamentos Selecionados

n° de pessoas

Jovens que participaram das ações e que ainda participam de grupos juvenis

117

Jovens que participaram das ações e que não participação mais de grupos juvenis

108

Jovens que nunca participaram das ações e que participam de grupos juvenis

83

Jovens que nunca participaram das ações e não participam de grupos juvenis

104

Jovens coordenadores que participaram das ações e ainda participam de grupos juvenis

23

Jovens coordenadores que nunca participaram das ações e que não participam mais de grupos juvenis

21

Professores das escolas públicas e privadas

38

Autoridades do judiciário

6

Autoridades públicas municipais

21

Autoridades policiais

9

Sindicalistas rurais

25

Agricultores familiares

54

Médicos e enfermeiras do Sistema Público de Saúde

25

Autoridades religiosas

32

Jovens que estiveram envolvidos com o plantio de maconha

21

Jovens que estão envolvidos no plantio de maconha

10

Jovens usuários de drogas ilícitas

14

Inválido

1

Total

712

Percepção da Violência na região

Os dados da pesquisa mostram que a população pesquisada reconhece a violência como um fenômeno social, interpessoal e político, que afeta a vida cotidiana na esfera pública e privada. Os resultados apontam que a região do Submédio São Francisco é bastante violenta, tendo uma incidência maior de crimes contra a pessoa – até mesmo relativas às condições de trabalho – que contra o patrimônio, como em terras de pequenos agricultores.

Também foi constatada uma incidência preocupante de violência doméstica, principalmente contra as crianças. A maioria dos entrevistados acredita que a maior parte das ações violentas seja cometida por jovens e sofrida por eles. O crime mais citado como cometido e sofrido pela juventude é o homicídio.

Por outro lado, a pesquisa mostrou que os jovens da região acreditam na possibilidade de superação da violência. Segundo eles, a saída principal para isso seria implantar um modelo de ações sócio-educativas. A juventude camponesa sertaneja tem uma atitude de indignação em relação à violência e a considera como um fenômeno anormal. Para eles as ações violentas possuem uma face política que exige respostas políticas.

Divulgação dos resultados

No primeiro semestre de 2006 será lançada uma publicação com os resultados da pesquisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.