Cese lança a segunda edição do Boletim do PAE

Márcia Evangelista

A Coordenadoria Ecumênica de Serviço – CESE lança a segunda edição do Boletim do PAE – Programa de Apoio Estratégico trazendo destaques, aprendizados e as principais conquistas alcançadas pelas sete redes apoiadas pelo Programa. Ao mesmo tempo, disponibiliza para seus parceiros e público em geral a sistematização da Avaliação de Efetividade de Efeitos Externos com enfoque no tema moradia. Esta avaliação traz os resultados da atuação da CESE dentro da Política Referencial de Direito à Cidade (DIC).

As redes e articulações apoiadas pelo PAE vêm, desde 2007, com o apoio da CESE, se fortalecendo institucionalmente e ampliando a sua atuação no campo das políticas públicas, algumas, com resultados concretos neste sentido. São elas a Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (APOINME), Articulação Puxirão dos Povos e Comunidades Tradicionais, Grupo de Intercâmbio em Agricultura Sustentável de Mato Grosso (GIAS), a Rede Ecumênica de Juventude (REJU), Rede de Mulheres Empreendedoras da Amazônia (RMERA), Rede de Mulheres Produtoras do Nordeste (RMNE), Fórum de Quilombos Educacionais da Bahia (FOQUIBA).

Acesse o boletim:

Boletim PAE – 2ª edição

 

O que é o Programa de Apoio Estratégico (PAE)

O PAE, agora em sua segunda edição, reafirma o compromisso de fortalecer ações sociais inovadoras de articulações e redes da sociedade civil que tenham como objetivo intervir em políticas públicas. O Programa também busca estimular a produção de conhecimentos que contribuam para subsidiar ações da sociedade civil nas suas lutas pela defesa, garantia e promoção dos direitos humanos.

Objetivos do PAE:

Contribuir para o desenvolvimento institucional das redes apoiadas;

Estimular e fortalecer ações sociais inovadoras, articuladas em redes de organizações da sociedade civil, que visem a intervenção em políticas públicas, com ênfase nas Políticas Referenciais

Estimular a produção e difusão de conhecimentos que sejam capazes de subsidiar ações da sociedade civil, nas suas lutas pela defesa, garantia e promoção dos DH.

Contribuir para qualificar a ação da CESE em temas estratégicos, a partir de experiências de intervenção de redes em políticas públicas

Criado em 2003, o Programa é marcado pela diversidade temática e regional dos projetos. Além do apoio financeiro a projetos com duração de três anos, o PAE prevê também visitas de monitoramento, encontros de intercâmbio, avaliação e apoio à sistematização das experiências.

No momento, são 7 redes e articulações apoiadas pelo PAE:

Grupo de Intercâmbio em Agricultura Sustentável do Mato Grosso (GIAS)

Fórum de Quilombos Educacionais da Bahia (FOQUIBA)

Rede de Mulheres Produtoras do Nordeste

Articulação dos Povos Indígenas do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo (APOINME)

Fórum Ecumênico-Brasil/ Rede Nacional Ecumênica pela Promoção dos Direitos Juvenis (Reju)

Rede de Mulheres Empreendedoras Rurais da Amazônia (RMERA)

Articulação Puxirão dos Povos e Comunidades Tradicionais

O Programa se fundamenta nos seguintes referenciais:

– A ação social inovadora

– A ação social articulada

– A ampliação do espaço público

– O desenvolvimento institucional

A seleção de projetos para o PAE acontece através de editais, abertos pela CESE com ampla divulgação para grupos e movimentos sociais. Os sete projetos da atual edição serão finalizados em 2010, quando um novo edital poderá será aberto caso o programa ainda esteja funcionando nos moldes atuais.

 

Com informações da Cese

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.