Caldeirões de idéias: as Rodas de Diálogo da 4ª Jornada Ecumênica

Márcia Evangelista

Marcelo Schneider

 

Entre 11 e 15 de novembro o Fórum Brasil de ACT Aliança (FE Brasil) promove, em Itaici, interior de São Paulo, a 4ª Jornada Ecumênica, sob o tema ‘Ecumenismo, Ecologia, Economia e Vida’. A dinâmica do encontro, que nesta edição conta com mais de 300 participantes, vem sendo marcada pelas chamadas Rodas de Diálogo. “Em grupos menores que a grande plenária, onde estão todos/as reunidos/as, as pessoas se sentem mais encorajadas a falar, a partilhar suas experiências e a defender suas propostas”, afirma Lucia Leiga, assessora metodológica do evento.

São sete as Rodas de Diálogo da Jornada de 2010. Ali, em momentos distintos, cada grupo debruça-se sobre um dos temas que compõem o tripé conceitual que inspira o trabalho do evento: ecumenismo, ecologia e economia. Temas transversais, como a incidência pública das alternativas defendidas, o clamor por maior apoio a projetos de desenvolvimento que estejam voltados e marcados pela sustentabilidade e o chamado à responsabilidade social das empresas brotam de vozes oriundas de todo Brasil e de alguns países da América Latina.

As Rodas de Diálogo no terceiro dia da jornada tiveram a tarefa de identificar questões pontuais nos temas da economia e do ecumenismo. Grande parte dos/as participantes é oriunda de movimentos sociais e/ou está envolvida em projetos apoiados pelas organizações que formam o Fórum Brasil de ACT Aliança (FE Brasil) e em grupos de juventude em suas igrejas. Por isso, a afirmação da agricultura familiar e da economia solidária são duas das marcas mais fortes nas conversas sobre economia.

Mas também a teologia foi tema transversal de debate. Principalmente no que tange o papel que a(s) teologia(s) desempenham ou potencializam em contextos econômicos específicos. Para Marilia Schüller, assessora de projetos de Koinonia, “O cenário religioso brasileiro hoje é rico em teologias que legitimam realidades e estruturas econômicas não-sustentáveis e não-inclusivas, como é caso da Teologia da Prosperidade. Estamos aqui reunidos para expressar que existe um contraponto. Defendemos e representamos teologias vivas, marcadas pelo comprometimento com a vida, com a dignidade e com a inclusão.”

 

A Jornada Ecumênica recebe apoio financeiro da Cese, Christian Aid, Creas, FES/CNBB/Caritas Brasil, Fundação Luterana de Diaconia (FLD), Igreja Metodista Unida – GBMG (EUA) e Igreja Unida do Canadá.

Para saber mais sobre a Jornada: www.projornada.org.br

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.