Aliança ACT elege nova diretoria e moderadores

Márcia Evangelista

Arusha, Tanzania, 22 de Outubro de 2010 – Representantes de organizações-membro de ACT Aliança, uma das maiores plataformas de cooperação mútua no campo da ajuda humanitária em nível global, refletiram e deliberaram ao longo dos últimos quatro dias.

A primeira assembleia de ACT Aliança foi marcada por um clima de cooperação e aprendizado mútuo por parte dos participantes. Ao longo do encontro, os/as delegados/as refletiram sobre as diferentes abordagens e iniciativas promovidas pelas organizações-membro da Aliança, nos mais de 100 países onde estão presentes executando trabalhos de ajuda humanitária em situações de emergência, em projetos de desenvolvimento e de incidência pública.

A Assembleia se reunirá a cada quatro anos e é a maior instância de tomada de decisões da Aliança. Em Arusha, o comitê de nomeações recebeu as indicações das diferentes regiões e elaborou uma proposta de junta diretiva ou diretoria (23 membros), que respeitasse equilíbrios de gênero e região. A junta se reúne uma vez por ano.

O Rev. Francisco de Assis da Silva, secretário-geral da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, foi o nome indicado pelos Fóruns brasileiro e sul-americano. Da Silva foi delegado representante de KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço nesta Assembléia, e foi eleito para o cargo de vice-moderador da Aliança.

A nova junta elegeu o comitê executivo, formado por sete membros da junta e seis nomes convidados das esferas de ação de ACT Aliança. Por conta desta conjuntura, a América Latina sai da Assembleia com dois assentos no comitê executivo, pois Humberto Shikiya, secretário executivo do Creas, Argentina, foi convidado a compor o comitê, que se reúne quatro vezes por ano.

Eis os nomes que formam o comitê executivo de ACT Aliança, eleito em Arusha:

Cornelia Füllkrug-Weitzel (Brot für die Welt, Alemanha) – moderadora

Francisco de Assis da Silva (KOINONIA, Brasil) – vice-moderador

Hielke Wolters (Conselho Mundial de Igrejas, Suíça)

Donna Derr (Church World Service, EUA)

Susie Ibutu (National Council of Churches, Quênia)

Paul Valentin (Christian Aid, Reino Unido)

Monijinjr Byapari (Church of North India, Índia)

Eberhard Hitzler (Federação Luterana Mundial, Suíça)

Humberto Shikiya (Creas, Argentina)

Dean Triantaflou (IOCC, EUA)

Penina Reveta (TCRS, Tanzânia)

+ 2 assentos ainda a serem preenchidos.

Paralelamente à Assembléia, ACT promoveu um encontro entre 10 coordenadores de fóruns nacionais e regionais. O objetivo do encontro foi oferecer treinamento e troca de experiência aos coordenadores, que têm como principal função estabelecer mecanismos de coerência e eficácia na cooperação entre os membros da Aliança.

ACT Aliança tem 105 organizações-membro, que somam mais de 30.000 funcionários e voluntários trabalhando em mais de 100 países. Juntas, as organizações-membro representam um orçamento combinado de USD 1,5 bilhão. A sede da secretaria executiva de ACT Aliança é em Genebra, Suíça. As organizações brasileiras afiliadas à ACT são a Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Cese), a Fundação Luterana de Diaconia (FLD) e KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço. No Brasil participam também da Aliança, as agências ecumênicas que atuam no País. 

Com informações de Marcelo Schneider 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.