ACT Aliança divulga ações prioritárias a serem desenvolvidas no Haiti

Márcia Evangelista

Prioridades de ACT Aliança para o Haiti de março a agosto de 2010

A ACT Aliança divulga as ações que deverão ser desenvolvidas no período entre março e agosto de 2010 no Haiti. A ACT Aliança intensificou o trabalho humanitário realizado no Haiti desde o grande terremoto que destruiu a cidade de Porto Príncipe. Os membros da ACT Aliança que estão envolvidos nos esforços de ajuda ao Haiti são: Christian Aid (CA), Church World Service (CWS), Diakonie Katastrophenhilfe (DKH), Federação Luterana Mundial (LWF), Ajuda da Igreja Norueguesa (NCA), Igreja da Suécia, Igreja Evangélica Luterana nos EUA (ELCA), Ajuda da Igreja Dinamarquesa (DCA), Ajuda da Igreja Finlandesa (FCA), Organização Inter-eclesiástica para a Cooperação e o Desenvolvimento (ICCO), Assistência a Desastres da Igreja Presbiteriana nos EUA (PDA), Serviço Mundial Luterano (LWR).

Segue abaixo as ações a serem desenvolvidas.

– Assegurar que a população afetada pela crise tenha abrigo adequado, saneamento e auxílio humanitário: a prioridade principal é providenciar abrigo para as pessoas cujas casas foram destruídas ou estragadas pelas chuvas neste período. ACT continuará providenciando apoio amplo quanto à provisão de água, saneamento, assistência à saúde e educação nos meses que se seguem, tornando possível que os trabalhadores e as comunidades locais desempenhem seu papel de liderança no sustento de todo o sistema de infra-estrutura.

– Propiciar um ambiente em que as pessoas se sintam a salvo e em segurança: esta prioridade coloca a segurança das mulheres, homens, meninas sem teto e pessoas deslocadas no centro do trabalho de ACT. Diz respeito à prevenção e à redução das ameaças de Violência Sexual e de Gênero contra as mulheres, meninas e homens jovens nos locais de acampamento; à garantia de segurança para as crianças, prevenindo o tráfico e à assegurar que as pessoas com deficiência e idosos recebam o apoio que necessitam e que sejam incluídos na tomada de decisões que afetam suas vidas. ACT continuará sua ação de incidência pública para garantir o respeito aos direitos humanos de todas as pessoas.  

– Apoiar famílias para que acolham as pessoas nas áreas rurais: o apoio às famílias das zonas rurais para que tenham a capacidade de hospedar as pessoas deslocadas vindas de Porto Príncipe, é uma prioridade. O aumento inesperado no número de pessoas em uma família é um grande fardo sobre as pessoas que já ali vivem. Os haitianos têm sido muito generosos em providenciar assistência ao seu próprio povo. As agências de ajuda devem buscar soluções além da ajuda alimentar, que possam incentivar a recuperação econômica das famílias.

– Apoio psico-social: este apoio continuará sendo providenciado nos próximos meses em ação conjunta com as comunidades. Os três dias de luto e os serviços religiosos em Porto Príncipe foram muito importantes. Envolveram mais de 100.000 pessoas.  Talvez tenham sido cruciais como primeiro passo em direção a um processo coletivo de “cura” do povo haitiano. O pessoal local de ACT e os líderes das comunidades que receberam formação em apoio psico-social continuarão a apoiar as comunidades locais para que desempenhem parte significativa no processo de reabilitação.

– Assegurar que as organizações membros mantenham sua responsabilidade em relação às pessoas afetadas pela crise: durante a fase mais aguda da crise, ACT apoiou a Sphere e a Equipe de Apoio Rápido formado por duas pessoas para providenciar direção e formação para seus membros quanto à sua responsabilidade em relação à população afetada pela crise. Este apoio está estabelecido e continuará nos próximos meses.

– Reconstruir os meios de sustento das famílias: Algumas organizações membros da ACT Aliança tem implementado trabalhos – elas próprias ou em ação conjunta – com parceiros locais no Haiti por mais de três décadas e planejam construir sobre as bases dos esforços já realizados. Grande parte deste trabalho contínuo é em áreas não afetadas pelo desastre natural. Alguns planejamentos feitos objetivam aumentar o trabalho de reconstrução no Haiti assim que seja possível, com ênfase particular na recuperação da agricultura e no sistema “trabalho por dinheiro”. Como o Haiti está raramente livre de desastres naturais, ACT continuará a habilitar as comunidades para melhor protegerem a si mesmas e suas famílias das ameaças sazonais, tais como tempestades e enchentes, concentrando esforços nas iniciativas de “redução de risco de desastres”, ajudando as áreas passíveis de desastres a estabelecer comitês de emergência para coordenar sistemas de alerta imediatos, evacuação e planejamento de resposta. Outras organizações membros continuarão a dar assistência às comunidades na construção de poços, na suplementação de renda pela criação de pequenos animais, como cabras, e providenciando sementes e instrumentos de trabalho que habilitem as famílias quanto a segurança alimentar. Haverá maior ênfase no aumento da capacidade de resistência das famílias e na restauração de propriedades e infra-estrutura, acompanhado de apoio à agricultura e às atividades de geração de renda.

Com informações de ACT Aliança

Tradução de Marilia Schüller

Saiba mais:

ACT Aliança dá continuidade as ações no Haiti
Publicado em: 5/2/2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.