Dia 21 de janeiro tem atos pela superação da Intolerância Religiosa, pela Paz e pela vida no planeta

12512508A Central do Brasil é o ponto de encontro de religiosos e religiosas na próxima quinta-feira, dia 21 de janeiro, às 13h. O grupo se concentra no hall da estação de trens, promovendo diversas atividades culturais, para que às 15h embarque no “Trem da Liberdade”, com destino à estação Riachuelo, na zona norte do Rio de Janeiro.

A intervenção cultural terá continuidade em frente à Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, onde acontecerá um grande ato público em celebração pelo Dia Mundial da Religião. O momento também será dedicado à reflexão sobre o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa através do diálogo inter-religioso e ecumênico.

Entre as ações estão o lançamento da iniciativa Somos Dignidade, articulada pela sociedade civil brasileira e internacional em resposta ao atual cenário de desconstrução do princípio de igualdade entre todas as pessoas e a natureza – baseado em preconceitos, xenofobias, discriminações, patriarcalismos e ações de retiradas de direitos universais, além do uso da força e a orientação do Estado para este fim; e a apresentação e entrega do Relatório Final sobre Intolerância Religiosa no Brasil elaborado pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR) a partir de informações de instituições governamentais e da sociedade civil, como o Centro de Promoção da Liberdade Religiosa e Direitos Humanos (CPLIR), Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, ISER, KOINONIA e outras.

O encontro envolverá também movimentos sociais e culturais numa aposta comum de afirmação dos direitos humanos como modo de vida em sociedade e de estar no planeta.

Sobre 21 de janeiro
Cada religião apresenta suas características e seus ritos sagrados. Em razão das divergências e dos conflitos acontecidos ao longo da história da humanidade, a Assembleia Espiritual Nacional, composta pela Comunidade Bahá´í (Pérsia), em 1949, criou o dia mundial da religião, a fim de propor a adesão entre as várias religiões existentes. Como reforço ao objetivo proposto pelo Dia Mundial da Religião, também nesta mesma data, o Brasil rememora o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, desde 2007, quando foi sancionada a Lei nº 11.635, visando coibir atitudes discriminatórias. Não importa se a religião é monoteísta ou politeísta, todas buscam em essência o mesmo objetivo: a paz e o respeito entre os seres humanos e a natureza.

Programação:
13h – Concentração e agenda cultural no hall da estação Central do Brasil
15h – Saída do “Trem da Liberdade”
15h30 – Chegada à estação Riachuelo. Atos culturais até 16h40 em frente à Igreja Ecumênica da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo (Rua 24 de Maio, nº 388, Riachuelo)
17h – Intolerância em Debate, com a entrega do “Relatório sobre a Intolerância Religiosa”, organizado pela CCIR e lançamento da iniciativa Somos Dignidade (articulação entre mais de 20 organizações do Brasil e do Mundo)
18h – Grade Cultural
19h – Diálogo inter-religioso, com a presença de:
• Bispo Hécules Aquilini – A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos dias;
• Graças Nascimento – Coordenadora do MIR – Movimento Inter-Religioso do RJ;
• Sami Armed Isbelle – Diretor do Departamento Educacional da Sociedade Beneficente Muçulmana do RJ;
• Ivanir dos Santos – Interlocutor da CCIR; 
• Fernando Sérgio – apresentador do Programa Super Madrugada Tupi / Rádio Tupi;
• Jayme Bertolin – Ministro Ecumênico da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo;
20h30 – Apresentação do Coral Ecumênico Boa Vontade.