Celebração pela liberdade de fé no vão livre do Masp, em São Paulo

arte divulgação - dia combate intolerancia religiosa (1)No próximo sábado (21), o espaço que tem dado lugar a manifestações que, de certa forma, resumem grandes tensões da sociedade brasileira, terá um ato para lembrar mais uma questão urgente: a necessidade de superação da intolerância religiosa. A celebração no vão Livre do Museu de Artes de São Paulo (MASP) começa às 15h. De lá os presentes sairão em marcha contra a violência que tem atingido principalmente os cultos de matriz africana.

O Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa surgiu em 2007, instituído pela Lei nº 11.635, de 27 de dezembro do mesmo ano. A data rememora o dia do falecimento da Iyalorixá Mãe Gilda, do terreiro Axé Abassá de Ogum, em Salvador (BA), vítima de um enfarto, no dia 21 de janeiro, após tomar conhecimento de uma foto sua publicada na Folha Universal, sob a acusação de charlatanismo. Sua casa foi atacada e pessoas da comunidade agredidas.