Carta Manifesto da Frente em Defesa do Estatuto da Igualdade Racial do Município de Salvador

Processos históricos e ideológicos como a escravidão, a colonização, o branqueamento e o mito da democracia racial, forjaram padrões, subalternidades e exclusão contra a população negra no Brasil.

Segundo dados do IBGE de 2017, a cidade de Salvador tem sua população composta de aproximadamente 82% de negros (pretos e pardos) e por apenas 17% de pessoas autodeclaradas brancas. Ainda segundo este mesmo levantamento, o IBGE aponta a cidade de Salvador como a capital da desigualdade. Dados alarmantes como a diferença de cerca de 67,8% entre os salários de pretos e brancos indicam como o racismo condiciona a vida da população negra nesta cidade.

Reparação, retratação, igualdade racial e equidade precisam ser premissas de um Estado comprometido com o seu povo. Para assegurar o combate às iniquidades, sobretudo as que interseccionam raça, gênero e classe, e que constroem distância social no Brasil entre negros, indígenas e brancos é necessário vontade política, compromisso com a história e com a justiça devida à população negra deste país.

Direito à dignidade da pessoa humana, direito à vida, direito à liberdade de culto e outros aspectos básicos contidos na Constituição Brasileira necessitam de instrumentos garantidores, mecanismos que transformem princípios ideais em concretudes na vida dos indivíduos marcados pela exclusão. O Estatuto da Igualdade Racial do Município de Salvador é uma das ferramentas fundamentais para a promoção da justiça e da equidade social.

A Frente em Defesa do Estatuto da Igualdade Racial de Salvador é composta por corpos em luta, vontades sinceras e entendimentos engajados; se coloca para exigir a discussão e votação desta lei; converge as experiências concretas de militantes do Movimento Negro e pessoas comprometidas com o enfrentamento das ofensivas de um projeto político excludente e genocida.

Não nos eximiremos, combateremos o racismo, o machismo, o ódio religioso, a LGBTfobia e garantiremos a existência e a inviolabilidade dos nossos corpos, direitos, consciências e subjetividades!

 

Vereador Silvio Humberto (PSB)

Vereadora Marta Rodrigues (PT)

Vereador Suíca (PT)

Vereador Marcos Mendes (PSol)

Deputada Estadual Olívia Santana (PCdoB)

Marcha do Empoderamento Crespo

Frente Makota Valdina

Unegro

Mahin – Organização de Mulheres Negras

Candances – Mulheres Negras e Jovens

Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas

Ilê Axé Torrun Gunan

Rede de Mulheres de Terreiro

Conselho Pastoral de Pescadores CPP

Instituto Búzios

Lista Negra

Instituto CEAFRO – Iceafro

Rede Nacional de Feminista Antiproibicionista

ABPN – Associação Brasileira de Pesquisadores Negros

Coletivo Negras  – UFRB

Coletivo Angela Davis – UFRB

Grupo de Pesquisa Firminas Pós Colonialidade

Fórum Marielles

Campanha Brasil sem Racismo

Escolinha Maria Felipa

Campanha Parem de nos Matar

Campanha Fazer Valer as Leis 10639 e 11645

Capacidade Evolutiva

Afoxé Filhos do Congo

Movimento de Libertação da Mulher (Nordeste de Amaralina)

Rede de Sapatá

APAN Associação de Profissional do Audiovisual Negro

Rede Afro LGBT

Rede Nacional de Negras e Negros LGTQ

LECADIA – Laboratório de Estudos conexões Atlânticas e diáspora africana

COGITARE: Pesquisas sobre Corpo, gênero, representações e práticas de cuidado

Coletivo de Trans pra Frente

Coordenação de Políticas Afirmativas da UEFS – Propae

Grupo de Estudos Negros do Ifbaiano Santa Inês

UnaLgbt

Coletivo LESBIBAHIA

Mães do Arco-íris

Núcleo de Desenvolvimento Social e Cultura da Bahia – NUDESC

Transbatukada

Rede Trans Brasil

Associação de Remanescente de Quilombos e Povos Tradicionais de Entre Rios e Adjacências

Articulação de Lésbicas Brasileiras

União da Juventude Socialista

União Brasileira de Mulheres

União de Estudantes da Bahia

Círculo Palmarino

Instituto Cultural Caras e Bocas

Coletivo Luiza Bairros

KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço

 

 

Neste ano, especificamente em abril, KOINONIA celebra 25 anos de existência. Anos de muita luta por direitos, desafios e também de alegrias. Conheça KOINONIA.