Cartilha Religião e Diversidade Sexual

Religião e Diversidade Sexual é o segundo livro da Série Conhecer para Superar. São textos de religiosas e religiosos de diversas tradições sobre como lidam com a questão do respeito às diferenças. O material, desenvolvido no âmbito do programa Saúde & Direitos, visa contribuir com a superação das discriminações nas diferentes perspectivas e vivências da fé.

Baixar arquivo

Revista TRANS…Presente!

O material “TRANS…Presente!” dá voz aos participantes desse rico processo de 6 meses de coordenação do programa Transcidadania, com foco em Direitos Humanos e Cidadania. O conteúdo aborda desde o que foi a Formação em Direitos Humanos, Cidadania e Democracia, […]

Baixar arquivo

Caminhadas, Sonhos e Lutas: Mulheres Negras do Baixo Sul da Bahia

Esta publicação é resultado da soma dos nossos e de outros saberes de agentes institucionais com os muitos saberes das comunidades quilombolas, para juntos seguirmos na luta por um mundo mais igualitário, onde as mulheres não andem de cabeça baixa e as violências não as oprimam. É nessa perspectiva que surge Caminhadas, Sonhos e Lutas, para contar um pouco da história, escrita por várias mãos, com vários sorrisos e um só sonho: uma sociedade mais justa.

Baixar arquivo

Memórias Ecumênicas Protestantes

Esta obra coletiva, organizada pelo cientista da religião Zwinglio Dias, vinculada ao Projeto Marcas da Memória, do Ministério da Justiça, é uma contribuição singular à historiografia do período da ditadura civil-militar. Trata-se de um conjunto de análises e de testemunhos coligidos, conformando uma narrativa de experiências de um protestantismo bastante desconhecido da população brasileira, em especial dos próprios evangélicos.

A abertura é um estudo de José Bittencourt Filho que contextualiza o protestantismo libertário e ecumênico dos anos 1950 1960 e as agruras que vieram a atingir significativos setores juvenis das igrejas protestantes. Segue ao estudo um conjunto de testemunhos, que relatam em primeira pessoa os engajamentos, as perseguições e os processos de enfrentamento do duplo terrorismo, o do Estado e o das igrejas. Este miolo é um acervo documental para que as gerações de pesquisadores possam fazer interpretações das trajetórias protestantes libertárias, na defesa dos direitos humanos e da democracia, durante a ditadura civil-militar brasileira.

Na seqüência, há um estudo sobre novos modelos de ações de juventudes protestantes, na busca de mais direitos, elaborado pelo teólogo Daniel Sousa, que identifica no Brasil de hoje essas mutações, e um estudo sociológico, de Leonildo Silveira, sobre a condição protestante que se abriu com todas aquelas lutas do passado. Oferece ainda, como (in)conclusão, Jorge Atilio Silva Iulianelli, uma reflexão teo filosófica que interage com as tramas do passado e do presente, indicando as luzes que os relatos e estudos lançam para as lutas futuras por mais direitos, sustentadas pelas pessoas comprometidas com as utopias jesuânicas.

O conjunto dessas contribuições instiga a pensar as relações entre memória subversiva e construção da história. Recuperando um jargão de KOINONIA, pode se dizer que este é um estudo com a marca da teologia da proscrição, porque se assume comprometido com os proscritos pelos podres poderes, denunciando toda idolatria da Morte e anunciando o inarredável compromisso esperançoso com a promoção dos direitos, com a fé em Deus, fé na Vida.

Organizador: Zwinglio M. Dias
KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço, 2014. 200p.

Baixar arquivo

Da Rio+20 ao Pós-2015: Uma ponte entre futuros

A publicação reúne artigos de seis representantes de organizações da sociedade civil global que refletem sobre os desafios para os novos Objetivos do Milênio Pós 2015. Os debates partem da Cúpula dos Povos – em particular da Coalizão Ecumênica do evento -, realizada em 2012, no Rio de Janeiro. São contribuições de Sean Hawkey (Comunicador de ACT Aliança), Luís Carlos Estupiñán Aponte (Corporacion Corambiente), Tica Moreno (SOF Sempreviva Organização Feminista), Maria Teresa Sahonero (Plataforma Boliviana frente al Cambio Climático), Helen Dennis (Christian Aid) e Rafael Soares de Oliveira (Koinonia Presença Ecumênica e Serviço), a partir de diferentes contextos geopolíticos e relações com causas como a dos povos indígenas, a da erradicação da pobreza, das mulheres e outras. Os textos – em português/inglês e espanhol/inglês – trazem panoramas, desafios, mas também propostas para a efetivação de um modelo de desenvolvimento que tem como princípio fundamental a superação das desigualdades e a garantia de direitos.

Baixar arquivo

Cartilha Projetos

A Cartilha Projetos tem o objetivo de organizar conhecimentos e experiências neste campo para capacitar agentes quilombolas para o acesso a recursos de fontes e agências financiadoras nacionais e internacionais, bem como de órgãos do governo, para custear seus projetos.

Baixar arquivo

Cartilha Religião e Violência Contra a Mulher

KOINONIA lança a cartilha “Religião e Violência Contra a Mulher”, resultado das Rodas de Conversas sobre Religião e Violência contra a Mulher organizadas pelo Programa Saúde e Direitos por meio da Rede Religiosa de Proteção à Mulher Vítima de Violência.

O material instrumentaliza o início deste trabalho junto às comunidades religiosas por meio de relatos, impressões e expressões de mulheres que vivem a religiosidade através de uma perspectiva singular.

Baixar arquivo

Cartilha Violações

Acaba de sair a segunda da série de três publicações produzida por KOINONIA Presença Ecumênica e Serviço, em parceria com a Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombos do Estado do Rio de Janeiro (Acquilerj).

A cartilha mostra as violações e a desigualdade que afetam as comunidades quilombolas e informa sobre como defender direitos, além do que significa lutar por um conjunto de garantias que se interligam. O material é fruto do projeto Apoio ao Fortalecimento Político e Protagonismo das Comunidades Quilombolas do Rio de Janeiro.

Esta é mais uma publicação que surge da demanda frequentemente expressa pelas mulheres e homens quilombolas ao lado dos quais KOINONIA tem atuado desde 1997, quando seu Programa Egbé Territórios Negros, dedicado a superação das desigualdades raciais e da intolerância religiosa, incorporou a defesa de direitos dos quilombolas.

Também é importante destacar que, durante as atividades promovidas pelo projeto que originou a cartilha, foram colhidos depoimentos de quilombolas sobre os temas abordados, registrando em suas próprias palavras alguns dos desafios em busca de melhores condições de vida.

Baixar arquivo

Cartilha Direitos

Em 2007, durante um encontro entre KOINONIA e comunidades quilombolas e negras rurais do estado do RJ atendidas pelo Programa Egbé Territórios Negros, lançamos a primeira edição da Cartilha Direitos. Naquela época, os procedimentos de regularização fundiária eram outros. Apesar das promessas de que as mudanças no processo resultariam em mais titulações – uma vez que supostamente anulariam as ações de setores opositores -, o quadro geral não se alterou.

Embora ainda estejamos comemorando o título concedido à comunidade de Preto Forro, de Cabo Frio (RJ), o processo de titulação dos territórios quilombolas se tornou ainda mais lento e burocrático, os conflitos não diminuíram e, portanto, a dívida do Estado para com essas comunidades está longe de ser sanada.

Diante desse contexto, vimos a necessidade de elaborar uma nova edição. De lá para cá, os encontros e capacitações continuaram ocorrendo junto a diversas comunidades do Estado do Rio de Janeiro e da Bahia, o que só fez enriquecer nosso conhecimento sobre a realidade e os direitos das comunidades.

Hoje, portanto, chega às suas mãos uma versão revisada e atualizada da Cartilha Direitos. Aqui, além das principais informações e dicas sobre como reivindicar os direitos das comunidades negras rurais quilombolas, trazemos textos que analisam o cenário político atual, buscando oferecer instrumentos que concedam cada vez mais autonomia às comunidades. Afinal, saber é poder!

Baixar arquivo

Candomblé: Diálogos Fraternos para Superar a Intolerância Religiosa

Este livro é uma edição revista e ampliada, continuidade de um consenso inédito entre várias casas de candomblé e marca um protesto vivo contra a intolerância religiosa. Cada terreiro participante dos debates registrados nestas páginas empenhou-se em contribuir para a confirmação dos princípios comuns a todos os outros, mantendo o respeito a diferntes práticas, sem abandonar suas convicções religiosas

Baixar arquivo