Partilha de Experiências

Na quinta-feira à tarde, dia 13, foi realizado um painel sobre Solidariedade, Justiça e Paz para todos os participantes da Jornada Ecumênica. Os painelistas foram o bispo Paulo Ayres, o Ogã Ordep Serra e a bispa Nelly Ritche. Leia aqui.

Desafios do Ecumenismo

Na manhã do segundo dia de Jornada, 13 de outubro, todos os participantes assistiram o painel “Desafios: Ecumenismo e Direitos Humanos”. Clique aqui e leia a matéria completa.

Reflexão e Aprofundamento

Após o encontro de militantes de diferentes momentos do movimento ecumênico, os participantes partilharam pão e peixe. Leia aqui a matéria completa.

Ecumenismo: testemunho e herança

O ponto alto da celebração de abertura ocorreu quando as pessoas foram convidadas a se dividir em grupos segundo sua iniciação no movimento ecumênico, da década de 50 à III Jornada. O encontro de gerações foi emocionante e motivador. Veja aqui.

CIRANDA NA ABERTURA DA III JORNADA ECUMÊNICA

Emoção e alegria marcaram a cerimônia de abertura da III Jornada Ecumênica. Mais de 300 jornadeiros e jornadeiras, vindos de várias partes do País e da América Latina, celebraram encontros e reencontros na caminhada do ecumenismo. Leia mais aqui.

Jornada da Diversidade

Ativistas de diversas organizações dos movimentos sociais, religiosas e religiosos de diferentes tradições participarão da 3ª Jornada Ecumênica.

Palavras a Caminho da 3ª Jornada

“A Jornada deve firmar-se como fórum promotor da solidariedade dos grupos populares e comunidades religiosas entre si e para com os excluídos de nossa sociedade”. Leia na íntegra o artigo de Eliana Rolemberg sobre a 3ªJornada Ecumênica.

Solidariedade, Justiça e Paz

Começa hoje a III Jornada Ecumênica que reunirá mais de 400 participantes vindos de vários estados do País, da América Latina e do Caribe. Acompanhe aqui o relato das principais atividades do evento.

Fim de greve pelo São Francisco

A promessa de suspensão das obras de transposição do rio São Francisco até que mais debates sobre o projeto sejam realizados fez com que Frei Luiz Cappio interrompesse a greve de fome. Leia aqui artigo escrito pelo Frei.

Novos textos e fotos no OQ

O Observatório Quilombola lançou a sétima edição mensaL. Uma das novidades é a reportagem “Aracruz Celulose: sucesso empresarial e desastre ambiental” que mostra os danos que a monocultura de eucalipto causa nas comunidades negras rurais do Norte do ES.